Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Os dois lados da moeda

Sempre gostei de propagandas de TV, mas uma em especial me chamou atenção, ela foi criada no inicio deste ano e, no entanto só foi lançada meses depois de sua criação, por problemas críticos, enfim, a propaganda proporciona diferentes olhares para o mundo, um deles é o de uma criança olhando a rua com seus pais, essa parece estar feliz, no entanto visualiza um mendigo, então chama a atenção dos pais para verem o cidadão pedindo esmola, porém ambos os pais não o 'enxergam'.

Agora eu fico me questionando o por quê que a critica não quis liberar essa propaganda para ser divulgada nacionalmente. Bem, todos sabem a resposta, ela é bem simples e preconceituosa.
Vocês conhecem aquela velha historia de zona de conforto? Pois então, tente analisar os fatos. Parece muito mais facil impedir que a propaganda vá ao ar.
Entretanto, o intuito não é o de provocação a 'paz' nacional, mas sim o de mostrar os dois lados da moeda, como o mundo transforma as pessoas, porque pensem bem, esses adultos de hoje já foram à infância do ontem, o que ocorreu para sua 'visão do real' ser destorcida? Será o velho motivo, agente só vê o que QUER ver? Bem isso eu não sei, mas o que eu tiro de lição dessa propaganda é que o mundo é muito mais verdadeiro através dos olhos de uma criança.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Talvez...

"Se perder a conta de quantos(as) beijou em uma noite é normal, se trair faz parte de todo relacionamento, se mentir não é nada demais, se usar drogas é curtir a vida intensamente, se beber até vomitar é o que vale a pena... Então eu sou careta."


É um simples alerta, sobre o estereotipo que é feito quando se trata de adolescentes.
Para muitos, ser jovem significa extrapolar todos os limites, infringir todas as leis e regras, pichar as paredes, bater em indefesos, roubar, simplesmente pelo prazer de enfrentar autoridades ou mostrar superioridade para seu grupo de amigos. Para esse tipo de pessoas o meu sincero sentimento de pena.
Pois por enquanto eles são considerados jovens, que querem apenas expressar as suas ideias. Mas a verdade é que a sociedade não perdoa jovens rebeldes. Sim pode parecer um exagero da minha parte, mas é a mais pura realidade. Então se você quer ser respeitado perante o circulo de convivência que esta inserido, seja coerente em suas escolhas, reveja seus conceitos e valores, e SIM! Todos podem ser jovens, viver intensamente, aproveitar cada segundo, amar profundamente, afinal ser jovem é o momento onde é aceitável fazer escolhas erradas, desde que você esteja ciente das consequências.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Talvez...

Se esperassemos menos dos outros, nos decepcionaríamos menos também. Mas as vezes, quando gostamos muito de alguém, esquecemos que são meros humanos e insistimos em pensar que são perfeitos.