Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Filhos de pais separados


Essa realidade é inevitável no mundo em que vivemos hoje. Se alguns anos atrás, casais anunciassem que seu matrimônio chegava ao fim, à sociedade se impunha de maneira impiedosa, tratando o assunto como um verdadeiro desrespeito.
Com o passar das décadas, essa questão tornou-se banal. No entanto, os casamentos que duraram muitos anos, trazem filhos como herança, e, assim é preciso decidir com quem afinal ficará a ou as crianças. Brigas são traçadas em tribunais, mães e pais atordoados por tantas discussões deixam de lado o motivo pelo qual estão disputando, os filhos. Esses são os seres que mais sofrem com toda a situação, pois muitas vezes são pequenos de mais para compreender tal abalo em suas vidas, e adolescentes ficam desorientamos, porque por mais que já tenham domínio do assunto, chegam a conclusão que o motivo pelo qual os pais estão a se separar são justamente eles.
Portanto, escutar ambos os lados sempre é a melhor saída, não existem ex-filhos e muito menos ex-pais e mães. Mas tem que se esclarecerem essas questões aos pequenos, respeitar as opiniões. E acima de tudo deve haver paciência para que filhos entendam. Ceder um pouco auxilia também, pois havendo respeito, tudo ocorre mais facilmente. Afinal pais separam-se por questões conjugais, e jamais deixam de amar seus filhos.



Beijos!

domingo, 12 de setembro de 2010

Não questione tanto.


Pessoas têm a péssima mania de querer encontrar a resposta para tudo. No entanto o anonimato de certas questões é proposital. Portanto não queira que tudo na vida tenha uma resposta fria e calculada. Há mais coisas entre o céu e a terra do que nós podemos imaginar. Certa vez alguém me perguntou o que leva homens a traírem mulheres. Eu nada respondi. O motivo pelo qual pessoas são levianas nunca é o mesmo. O que acontece no caso entre a relação homem e mulher é a importância do status no mundo masculino. Para eles é muito mais fácil trair a mulher e sair de garanhão da história. Pois homens só traem quando se sentem incomodados com algo. E antes que eles sejam os chifrudos, tratam logo de arrumar uma forma de sair ganhando. Não que isso inclua todos os casos, mas pesquisas que comprovam esse comportamento já existem, e infelizmente, homens são mais inseguros que mulheres, quando o assunto é amor.
Entretanto mulheres tendem a iludir-se mais, criar expectativas que não são superadas e por isso se magoam tanto. E talvez, se esperássemos menos dos outros, quem sabe os defeitos alheios demorassem mais a surgir.
Mas eu volto ao ponto inicial do post, não devemos encontrar a resposta para tudo. As conclusões que chegamos de certos assuntos é muito mais válido do que contestações definidas. Viva mais, compreenda as coisas ao seu modo, afinal não haverá diversão se todos lhe disserem o que acontece ao correr certo risco.


Beijos

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Os dois lados da moeda

Sempre gostei de propagandas de TV, mas uma em especial me chamou atenção, ela foi criada no inicio deste ano e, no entanto só foi lançada meses depois de sua criação, por problemas críticos, enfim, a propaganda proporciona diferentes olhares para o mundo, um deles é o de uma criança olhando a rua com seus pais, essa parece estar feliz, no entanto visualiza um mendigo, então chama a atenção dos pais para verem o cidadão pedindo esmola, porém ambos os pais não o 'enxergam'.

Agora eu fico me questionando o por quê que a critica não quis liberar essa propaganda para ser divulgada nacionalmente. Bem, todos sabem a resposta, ela é bem simples e preconceituosa.
Vocês conhecem aquela velha historia de zona de conforto? Pois então, tente analisar os fatos. Parece muito mais facil impedir que a propaganda vá ao ar.
Entretanto, o intuito não é o de provocação a 'paz' nacional, mas sim o de mostrar os dois lados da moeda, como o mundo transforma as pessoas, porque pensem bem, esses adultos de hoje já foram à infância do ontem, o que ocorreu para sua 'visão do real' ser destorcida? Será o velho motivo, agente só vê o que QUER ver? Bem isso eu não sei, mas o que eu tiro de lição dessa propaganda é que o mundo é muito mais verdadeiro através dos olhos de uma criança.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Talvez...

"Se perder a conta de quantos(as) beijou em uma noite é normal, se trair faz parte de todo relacionamento, se mentir não é nada demais, se usar drogas é curtir a vida intensamente, se beber até vomitar é o que vale a pena... Então eu sou careta."


É um simples alerta, sobre o estereotipo que é feito quando se trata de adolescentes.
Para muitos, ser jovem significa extrapolar todos os limites, infringir todas as leis e regras, pichar as paredes, bater em indefesos, roubar, simplesmente pelo prazer de enfrentar autoridades ou mostrar superioridade para seu grupo de amigos. Para esse tipo de pessoas o meu sincero sentimento de pena.
Pois por enquanto eles são considerados jovens, que querem apenas expressar as suas ideias. Mas a verdade é que a sociedade não perdoa jovens rebeldes. Sim pode parecer um exagero da minha parte, mas é a mais pura realidade. Então se você quer ser respeitado perante o circulo de convivência que esta inserido, seja coerente em suas escolhas, reveja seus conceitos e valores, e SIM! Todos podem ser jovens, viver intensamente, aproveitar cada segundo, amar profundamente, afinal ser jovem é o momento onde é aceitável fazer escolhas erradas, desde que você esteja ciente das consequências.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Talvez...

Se esperassemos menos dos outros, nos decepcionaríamos menos também. Mas as vezes, quando gostamos muito de alguém, esquecemos que são meros humanos e insistimos em pensar que são perfeitos.

video

sábado, 29 de maio de 2010

Vício Mundial

Começo esse post, com um comentário que ouvi dentro da minha própria casa. Estava eu em um dia qualquer, twitando coisas sem muita noção, quando começou a chover, até ai tudo parecia normal. Até que a luz acabou, e eu entrei em pânico :O. Simplismente surtei, como fato de ficar sem computador! É eu sei parece um exagero, mas naquele momento o único pensamento que me vinha era. E AGORA! O PC QUEIMOU!.

É intrigante, o modo como todos nós ou a maioria creio eu, se viciou pela internet. Sites como orkut, facebook, twitter, formspring, entre outros. Sem contar o MSN, que sem ele acho que a maioria da população não seria 'ninguém'. Hoje em dia, milhares de pessoas são viciadas em drogas, alcool, cigarro, coisas que afetam diretamente o físico e o mental, mas esse tipo de vício tem tratamento, por mais longo que ele seja, sempre tem solução.
Mas e quando o assunto são os danos causados pelo exesso de internet? Bem, a partir dai as coisas ja se tornam mais complexas, e poucos especialistas sabem dizer bem ao certo o que muitas horas em frente de um computador pode causar.
Acho que nenhum adolescente consegue passar um dia se quer sem entrar no msn,orkut, nem que seja pra falar sobre os mesmos assuntos e com as mesmas pessoas. Mas não adianta, é viciante!
E a gente mal percebe mas é dependente disso. É como se sites de relacionamento e de jogos fossem uma droga indispensável em nossas vidas.
Acho que não sou só eu que escuto ditados populares antigos dos meus famíliares, e acho que um deles serviria bem aqui no post.
- Tudo que é de mais estraga.
E sabe como ditado funciona. Entretanto, sabemos de tudo isso, aliás, nós sabemos realmente de todos os malefícios que o uso exessivo na internet proporciona, mas não respeitamos e muito menos seguimos as intruções que nos são dadas. Porque para nós adolescentes mais vale ficar horas em redes sociais falando sobre assuntos que interessam apenas a você e aquele grupo de pessoas do que enfrentar a vida real, ter que sair da porta de casa e se deparar com uma sociedade totalmente desmotivada. Mas como todo mundo diz... O mundo é feito de escolhas.

terça-feira, 16 de março de 2010

Dúvida Cruel...

"Pesquisas revelam que mais de 60% dos alunos do Encino Médio, não sabem ou tem uma grande dificuldade para encontrar o curso de graduação que deseja."
Essa foi uma das partes que chamou a minha atenção em uma revista que estava lendo por ai, porque a vida inteira eu escutei inumeras pessoas falarem, que depois de um certo tempo de vida a sua verdadeira vocação iria aparecer...
Mas agora eu me pergunto, como assim ela aparece? é tipo uma mágica?! Concerteza não.
E é por isso que eu tive a ideia de fazer este post.

Eu particularmente, nunca tive aquela fase, de quando se é criança e adora brincar de 'profissões', mas vejo o quanto isso me faz falta agora. Faltando apenas dois anos para a minha formatura do Encino Médio a tensão aumenta, pelo simples fato de todos os seus familiares e amigos precionarem você. Sabe como é, um belo dia você esta sentada em sua sala e chega uma tia para fazer comentarios sobre você na frente de seus pais, coisas do tipo - AAH menina agora você ja é bem grandinha, tem que decidir logo que profissão vai seguir, aposto que vai ser médica! vai dar orgulho para o pai e a mãe...
Poxa! eu entendo que família é super importante, mas tem horas que a vontade de sumir do mundo se impõe acima de tudo. Enfim. Outro fato bem relevante é a velha historia dos amigos que começam a conversar sobre o assunto e você fica totalmente desorientada, porque talvez, mas só talvez eles pudessem entender o quanto é dificil passar por essa fase cruel da vida.
Mas o que realmente me incomoda é o fato de que certas profissões são taxadas como 'as melhores'. Por exemplo, eu quero muito fazer faculdade de moda. Mas ai vocês devem parar para pensar: - Como assim? ela não tinha dito que não tinha vocação pra nada?!. Pois então, a coisa não é tão simples assim. Eu amo moda, sei mutio bem lidar com ela. Mas meus pais nunca entenderiam isso. Por mais que eu saiba que a vida é feita de escolhas, e quem deve executa-las somos nós, a coisa se complica a cada dia. Porém eu tenho outra coisa que gosto de fazer, que é lidar com Biologia! (nada a ver uma coisa com a outra). Então posso optar por fazer Biomedicina, porém não é o que eu realmente gosto de fazer. Mas é pelo 'orgulho' de papai e mamãe que eu sacrificaria toda a minha vida para fazer uma coisa que não gosto? claaro que NÃO!

Então é isso, uma dúvida cruel. Onde a escolha só depende de mim. Ou seja essa opção vai dar rumo a essa vidinha x.x

beijos&queijos